terça-feira, 28 de julho de 2009

Os parasitas da sociedade

Hoje estive a ver um documentário na National Geographic sobre um programa de reabilitação de presidiários nos EUA. Os indivíduos abordados deixavam bastante a desejar, tendo-me dado uma certa vontade em ve-los fora desse dito programa. Concluindo, quanto mais ajudas damos a pessoas como estas, pior. EVIDENTEMENTE que não estou a generalizar! Talvez haja um ou outro "senhor" que até mereça a tão falada reabilitação.
Esta situação fez-me pensar no caso português. Na quantidade astronómica de presos que existem nas nossas prisões a viver à custa de quem trabalha ou pelo menos tenta. Ora pensando bem...se eu for um sem abrigo, não tiver comida nem dormida das duas uma: Ou tento assaltar uma ourivesaria e consigo ouro suficiente para me sustentar os vícios durante mais alguns meses, ou sou apanhado e vou para a prisão onde tenho comida, bebida e roupa lavada sem ter que mexer uma única palha! Humm.....bom ou muito bom eis a questão!
Se eu fosse ministro...ai se eu fosse ministro...quer dizer! Ministro não porque esses não pensam nem agem! Diria antes: Ai se eu fosse Sub Secretário de Estado...
Certamente já fizeram a viagem para o Algarve. E se residem em locais a norte da bela Ex província do Alentejo, já se aperceberam da imensidão de terrenos que existem, muitos dos quais sem qualquer utilidade, seja por que razão, plausível ou nao, seja.
Ora vamos lá fazer as contas: Batatas + Terrenos não cultivados + Horas de trabalho gratuíto + Diminuição do defícite Orçamental.
Conseguem lá chegar?

Pronto...Eu explico!


Cada português consome em média 86 kg de batata por ano.


A produção de batata é de 20000 kg de batata por hectare (para quem não sabe, um hectare equivale a 10000 metros quadraros)

Fazendo as contas seriam precisos cultivar 43000 Hc para alimentar todos os portugueses do país durante uma ano!

Este valor até parece um grande número...mas sabendo que portugal importa cerca de 43% das batatas que consome, poderia poupar cerca de 370 Milhões de quilos de batatas que neste momento são anualmente importadas de países como a Espanha.

Estes quilos correspondentes a 18490 Hc podiam ser cultivados pelos 12653 reclusos que estão nos hoteis de 4 estrelas com suítes quase sempre mais bem equipadas do que os dormitórios dos militares da GNR! Estamos no séc. XXI...Será que que estas pessoas devem ter estes tratamentos VVIP (Very very important people). Afinal estao a cumprir castigo ou não?

Claro que o estado tem dado a boa oportunidade destes seres humanos prosseguirem os estudos! E repito: Bravo!! Mas se eu trabalho 8 horas por dia, tenho que cozinhar e ainda pagar impostos, porque raio de razão é que os reclusos não o podem fazer? Oh...claro não pagam impostos...pois não...Vamos entao acrescentar-lhes aulas ou trabalhos PÓS-LABORAIS!

Vamos lá aprender a conjugar:
Eu tenho um horário e durmo 8 horas por dia (sobram-me 16h)

Tu tens um horário e dormes 8 horas por dia

Ele tem um horário e dorme 8 horas por dia

Vos tendes um horário e dormis 8 horas por dia

Eles também têm que ter um horário e podem dormir 8 horas por dia!

Colocar os reclusos a trabalhar não é escravizar os "senhores"! Muito pelo contrário! É dar-lhes dignidade, um motivo com que se orgulhar e principalmente relembra-los que se forem presos terão OBRIGATORIAMENTE que contribuír para a comunidade, diminuindo assim o deficite orçamental.

Exelentíssimo Senhor Ministro, ou Secretário de Estado ou Sub-Secretário de Estado,

Vamos dar algum trabalhinho a estes cavalheiros. Estas batatinhas podem salvar a vida de tantos orfanatos que muitas vezes têm que se contentar com comida já passada e fora de prazo...Vamos tirar os benefícios que estes "senhores" têm!

E pronto...agora digo...Vale a pena pensar nisso...

E voces pensam...Fogo...Este gajo é mesmo de extrema direita...

E antes que possam expecular acerca dos meus ideais políticos eu digo: Não sou de direita, ou esquerda. Digo apenas o que penso. Neste caso não optei pela esquerda com certeza!




Jazz

O jazz nasceu nos EUA por volta do século XX em New Orleans. É odiado por uns e amado por outros. Será que conseguem ficar indiferentes a este estilo musical? Eu não consegui! Adoro o JAZZ!
Miles Davis, Louis Armstrong, Ella Fitzgerald, John Coltrane, Duke Ellington, etc...
Ultimamente tenho visto alguns pseudo apreciadores (ah pois é!isto parece que está na moda e tal...) a ouvir isto em locais onde há não muito tempo atrás se ouvia hip-hop e similares. Não é ser elitista...minto, estou a ser e é para ser, mas ouvir jazz ainda tem que se lhe diga. Tentem seguir a melodia dum improviso do grande Miles! E digam algo!
Um dos melhores vídeos de jazz alguma vez feito. Os melhores continuam a ser os velhinhos...
P.S. - Este é um dos faceis de entender....:P
Apreciem!
video

Inauguração

Nunca me tinha passado pela cabeça que pudesse criar um blogue deste género, até porque nem sabia o que havia de colocar...Não é que saiba agora, mas existem tantas e tantas coisas que gostava de partilhar, que me aventurei na criação deste ultimo quarto.
Porquê este nome?
Porque moro num sótão.
E mais?
Um dia digo:)